Você morre um pouco todos os dias


É, se a vida é mesmo isso que estou vivendo, talvez a morte não seja esse terror que todos acham que é.

Porque o espanto ao ler a palavra morte? O que é a morte para você?

Uma pessoa sem vida, um alguém que perdeu a oportunidade de fazer, falar algo, um alguém que não pode mais fazer nada, não pode correr atrás dos seus sonhos, seus objetivos, um alguém esquecido, isso é morrer?

Então sinto lhe informar que eu já morri, e é bem provável que você também…

Como assim? Simples.
Quantas vezes você se levantou da cama sem um pingo de vontade de trabalhar, estudar, sair de casa e ir atrás de seus objetivos, naquele momento você estava sem vida e nem ao menos percebeu, ou então aquele dia que você teve a oportunidade de falar algo importante e deixou a chance escapar, nunca mais a teve de volta, sufocou suas palavras com tanta força que quase morreu sufocado junto com elas.

É, naquele momento uma parte de você morreu, e novamente você não percebeu …

E aquele sentimento escondido, aquela interrupção brusca de um sonho, a desistência de algo que só você sabia o quão importante era, as decepções, mentiras, traições? Acha mesmo que continua vivo depois de tudo isso?

E por que o espanto com a morte?

Você morre um pouco todos os dias e nem se intimida.

É assustadora a ideia de seu corpo morrer né?

E por que você não se preocupa com a sua alma morrendo pouco a pouco todos os dias também?

Por. Valquiery Souza
compartilheisso@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.