No Brasil, Ansel Elgort se diverte e divulga “Em Ritmo de Fuga”

Ansel em coletiva de imprensa em São Paulo. (Foto: Manu Scarpa/Brazil News)

Conhecido e eternizado pelo papel de Augustus Waters no longa adaptação de “A Culpa É Das Estrelas”, o ator Ansel Elgort passou os últimos dias no Brasil e fez a festa dos fãs que acompanham o ator. A viagem ao país, foi em divulgação do seu novo filme “Em Ritmo de Fuga”, com direção do diretor Edgar Wright, que também veio à São Paulo.

“Em Ritmo de Fuga” é um filme de ação, mas que também traz à tona o musical, já que o personagem Baby (Ansel) é movido em suas ações pela música e também pela dança. Ambos contaram em coletiva de imprensa na capital paulista algumas ideias sobre o filme.

“É um filme especial, é o mais maduro da minha carreira. Quis colocar nele algumas das minhas paixões e também alguns medos – e não é que deu certo?”, comenta o diretor Edgar. Ansel vai além e explica que este foi um dos papéis mais desafiadores de sua carreira. “Em ‘A Culpa É das Estrelas’ eu era um jovem que passava por uma doença, que estava morrendo e todo mundo me viu numa pele frágil, agora, sou um protagonista, adulto, em busca de vingança. É uma loucura, mas consegui fazer essa transição”, conta.

 “É um filme de perseguição de carros guiado pela música”, contou Ansel. E é mesmo uma maneira excelente de resumir tudo — se você precisa colocar no verso do Blu-Ray. Como esse não é o caso aqui, a gente pode falar um pouco mais: Baby Driver (vamos chamar assim, porque o nome em português é um erro) é um filme de ação, com direção ousada e longe de ser preguiçosa. Roteiro inteligente, sagaz, de humor refinado, sem prescindir de elementos pop e de fácil identificação para o público: o romance (tão louco quanto bonito), o passado complicado e triste e a superação de todos os desafios. Mas não é por isso que trata a audiência de forma idiota — não mastiga e enfia goela abaixo soluções simples e personagens lineares.

Na coletiva de imprensa, ambos contaram que Ansel escolheu a playlist de músicas do filme e que o longa está sendo gravado desde 2014, foi amadurecido para chegar as telonas ainda este ano, de um jeito que ninguém iria se arrepender de ter escolhido ele ao sair do cinema. Vá assistir, vale cada centavo.

Já, falando sobre a visita, bom, não temos palavras para definir o carinho e respeito que ambos tiveram com o público brasileiro que lotou salas de cinema na pré-estreia em que o ator tirou fotos com todos os presentes, ou com os mais de 300 fãs que se acumularam na porta do hotel e, conseguiram, um a um fazer suas esperadas selfies e autógrafos. Além disso, o ator visitou a Vila Madalena, bairro boêmio na zona oeste da capital, e a Catedral da Sé, uma das maiores basílicas da América Latina.

Repito: quer um rolê bom no próximo final de semana? Baby Driver é a solução para os seus problemas, ele estreia nesta quinta, 27. E se não gostar, pode me xingar lá no Instagram depois, é @lucasnascimentp.

Veja o trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.