Banda Uó e Mc Linn da Quebrada são confirmadas no Festival Milkshake; veja parte do line-up


A Parada LGBT de São Paulo é considerada a maior do mundo, pra você ter uma ideia, só em 2016 foi o evento que mais atraiu turistas à capital que movimentou apenas no final de semana da “festa” cerca de R$ 116 milhões de reais. E é por este motivo, além de promover a igualdade e a diversidade, que chega este ano o Festival Milkshake, que vai acontecer no Autódromo de Interlagos – na semana da Parada LGBT da capital – em junho.


Além disso, a produção do festival já liberou parte do line-up que irá agitar o evento e a participação especial da apresentadora do “Amor & Sexo” da Rede Globo, Fernanda Lima, com seu grupo de balé.

Veja quem toca no Festival Milkshake Brasil 2017:

Jaloo (BRA)Une música regional do Pará ao eletrônico, exercitando sua música com uma série de versões únicas para hits, sejam covers, remixes ou mashups.  Ele já juntou Flora Matos com M.I.A., fez o hit “Wreckin Ball” (Miley Cyrus) virar “Bai Bai”, regravou “Baby” (um clássico na voz de Gal Costa) e sua lista de remixes (não autorizados) tem nomes como Beyoncé, Donna Summer, Grace Jones, Robyn, Amy Winehouse e, este oficial, Lucas Santtana. Possui ainda bastante proximidade com moda e design.

Banda Uó (BRA)Banda brasileira de pop formada em 2010 na cidade de Goiânia, Goiás, pelos integrantes Candy Mel, Davi Sabbag e Mateus Carrilho.
Banda Uó participa do Festival Milkshake, em junho. (Foto: divulgação)

Linn da Quebrada (BRA) Definindo-se como “terrorista de gênero”, Linn é um dos nomes em maior ascensão na cena LGBT  brasileira.

Davis (ODD) (BRA) DJ e produtor,é um dos principais nomes da noite paulistana. Já foi residente do Vegas Club e da festa ODD.

Tessuto (Capslock) (BRA) DJ drag é um dos mais importantes de São Paulo, residente da festa itinerante Carlos Capslock, criada há seis anos.

Boss in Drama (BRA) Péricles Martins é o produtor responsável por um dos principais nomes da música eletrônica brasileira: Boss in Drama. Entre as realizações do projeto, está uma turnê de sucesso na Europa em 2009, uma capa da revista DJ MAG Brasil, a vitória do prêmio VMB na categoria “Artista de Música Eletrônica” (MTV Video Music Brasil), a apresentação ao vivo no Prêmio Multishow e participações em grandes festivais como Lollapalooza, Rock in Rio, Popload e XXXperience. Recentemente, Martins lançou “Lista VIP”, novo single com participação de Karol Conká; participou do reality “Lucky Ladies” da FOX como produtor musical, foi diretor musical do programa dominical “Chega Mais” da Rede TV, além de produzir grandes artistas da cena nacional como Paulo Ricardo, Adriano Cintra, Karol Conká, Mr Catra, Banda Uó, Gaby Amarantos.

Mc Linn da Quebrada é uma das atrações mais esperadas do evento. (Foto: divulgação).

Marina Dias (BRA) Modelo e DJ, Marina é residente do Club Jerome, uma das principais casas da cena LGBTT da cidade, aos sábados.

DJ Mau Mau (BRA) Influenciado pelo movimento underground americano e europeu, Mau Mau iniciou sua carreira como DJ em 1987 no lendário Madame Satã, em São Paulo. Foi residente do clube Sra. Krawitz e do Hell’s Club. Seu set é um mix de house e techno, misturados a batidas e swing brasileiros. 

Noporn (BRA) Dupla formada por Liana Padilha e Luca Lauri, que se firmou como um dos nomes mais cultuados da eletrônica nacional. Em 2006, o primeiro álbum, homônimo, destacou a dupla de DJs/ produtores com versos ritmados que perduraram até hoje. Em 2016 lançaram Boca, com dez canções quase prontas, pelo selo Joia Moderna, do DJ Zé Pedro.


Amanda Mussi (BRA) Uma das DJs mais atuantes da cena noturna paulistana dos últimos tempos, a criadora da festa Dûsk mescla techno e house.

Batekoo (BRA) Festa baiana de ritmos black como hip hop, funk e twerk, que valoriza a diversidade e promete enriquecer a cena de festas para o público negro de São Paulo.

Selvagem (BRA) Selvagem é o nome da dupla formada pelos DJs Millos Kaiser e Trepanado e das festas que o duo promove em São Paulo e no Rio de Janeiro. Funk, disco e obscuridades da MPB fazem parte dos sets.

Tenda (BRA) Tenda é uma boite vermelho-verde violeta que desde 2014 aquece o centro de São Paulo. Em algum ponto entre a house, o acid, o electro, o techno e algumas loucurinhas, tocam música pra corpos suados se encontarem na pista.


Hercules & Love Affair (EUA) Projeto musical estadunidense do DJ e produtor Andy Butler. Criado em 2004 na cidade de Nova York, o projeto de disco, house, nu-disco e dance-pink também integrou Nomi Ruiz, Kim Ann Foxman e Anohni (esta última, vocalista da banda Antony and the Johnsons). O álbum de estreia, homônimo, foi lançado em 2008..

Disco Smack (FRA) Dupla de disco formada pelos DJs Josh Quinton e Andy Bradin, em 2012. Já produziram trilhas para grandes marcas do mercado fashion como DSquared, Dolce & Gabbana, entre outras.

Joost Van Bellen (HOL) DJ holandês, residente, há mais de dez anos, do clube Rauw em Amsterdã. Está frequentemente no line-up de festivais como Valtifest e Sólar, além de produzir trilha para desfiles de moda por meio do estúdio Star Studded.

Cookachoo (HOL) Trio holandês que mistura música eletrônica, hip hop, dança e arte performática. Estão frequentemente no line-up de grandes festivais europeus, como Eurosonic Noorderslag, Milkshake, Oerol, Mundial, Paaspop, Dauwpop, Bola Bird (D), Sfinks Misto (BE), Mistério Land e Valtifest.


Criado com o intuito de celebrar a diversidade, seja ela de qualquer âmbito, orientação ou estilo, é um dos que mais cresce na Europa ao oferecer uma programação com palcos dedicados a diferentes gêneros musicais e opções de entretenimento que excedem a música, como performances, dança, além de brinquedos de parque de diversão. O Milkshake acontece no dia 16 de junho, sexta-feira, das 18h às 05h, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Os ingressos são vendidos no site oficial do evento clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.