Amor x Carnaval


A festa mais esperada pela grande maioria dos brasileiros já chegou em 2015, são quase oito dias de pura folia e diversão, onde a pegação rola solta, sexo sem compromisso, incidências de doenças sexualmente transmissíveis, muito beijo na boca, muita gravidez indesejada e talvez também muita decepção. 

Não só parece, mas para algumas pessoas o carnaval é a época em que ‘ninguém é de ninguém’. Alguns laços são rompidos, namoros terminados, casamentos desfeitos, tudo para curtir esses no máximo oito dias de ‘festa’. É onde entra a pergunta: Será que vale a pena?

Em um grupo de amigos, via WhatsApp, parece assustadora a ideia de namorar ou se relacionar sério com alguém no período do carnaval, porque a ordem é “pegar geral”. “Se você está namorando, termina. Dá um jeito, carnaval não é época de se prender com aliança, com alguém”, são frases comumente mencionadas em tom de brincadeira, mas que a fundo revelam sempre as reais intenções da maioria das pessoas. Pelo facebook, alguns amigos também em tom de brincadeira falam sobre “deixar o parceiro e curtir a festa”. Recentemente na minha linha do tempo eu li a seguinte frase, engraçada, porém preocupante: “Eu te amo. – Ok, me procura depois do carnaval que a gente conversa”. Ou seja, dá a entender nitidamente que um futuro a dois não é ‘nada’ e que uma semana de folia é mais vantajosa e prazerosa que ter alguém que realmente vai dar um futuro. 

É onde acontecem os casos de pessoas sendo facilmente descartáveis, as decepções, os desamores, as perdidas, e a falta de amor verdadeiro. O que eu acabei de dizer, pode parecer aquela utopia de filmes Disney, em que a princesa encontra o príncipe encantado e vivem felizes para sempre. Mas isso pode ser possível quando duas pessoas se amam, mesmo enfrentando problemas. 

As pessoas esquecem que numa festa como o carnaval, elas são felizes por alguns dias e com várias pessoas, mas no fim das contas, elas sabem que não podem contar com nenhuma delas para ser um apoio, para as horas de tristeza, outras mais horas de alegria, e acima de tudo, elas não podem contar com o amor de nenhuma delas. 

É hora de pensar no que realmente é mais vantajoso, naquilo que realmente te trará algum benefício, o que te trará a verdadeira e duradoura felicidade, coisa que todos sabem que o carnaval não pode proporcionar. 

Por. Lucas Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.