‘Ressurreição’ revive a história de Jesus nos cinemas

Estreando no Brasil um pouco tarde demais, o filme “Risen” (Ressurreição) chega às telonas de todo o país na próxima quinta (17), após dois meses do seu lançamento no exterior. Assistimos em um evento exclusivo oferecido pela Vivo, em São Paulo, a Premiere nacional do longa que mostra a história da ressurreição de Jesus do ponto de vista de um importante centurião romano que investiga o sumiço do corpo do Messias após o terceiro dia.

A famosa cena da crucificação é repetida no longa do ponto de vista do tribuno Clavius. (Foto: Divulgação/Sony)

Após os últimos desastres em adaptações para os cinemas de filmes com base bíblica, como o decepcionante “Os Dez Mandamentos”, fui bem cético assistir ‘Ressurreição’. Primeiro porque o filme está sendo lançado no Brasil apenas agora em março devido ao apelo do público por datas comemorativas como a páscoa, que costuma encher nossa programação de TV com conteúdo religioso; Segundo porque Hollywood começou a fantasiar demais em histórias bíblicas e parece que há o apelo em parecer que, na época, tudo acontecia como mágica e não como obra da Fé no Deus vivo; Terceiro: quando se trata da história de Jesus, dá aquele medo de ser mais do mesmo. Com ‘Ressurreição’ eu me surpreendi.

O longa inicia exatamente no ponto principal da história mais famosa da humanidade: a morte de Yeshua (Jesus). A trama se desenrola dentro da preocupação de Pôncio Pilatos (Peter Firth), governador romano em Israel, e os escribas e fariseus com a profecia de Ele era o Messias e que morto, ressuscitaria após o terceiro dia. Todos queriam garantir que Jesus (Cliff Curtis) não iria voltar dos mortos e causar uma onda de protestos pela cidade de Jerusalém, já que ele fora crucificado no lugar de um bandido, Barrabás, e porque os religiosos que o odiavam passariam por mentirosos e perderiam sua credibilidade eclesiástica e econômica diante do povo.

O filme mostra com exatidão fatos narrados no livro Atos dos Apóstolos, da bíblia. (Foto: Divulgação/Sony)

Só que o mais improvável acontece, justamente no terceiro dia, o corpo de Jesus some do túmulo e um centurião romano agnóstico e cético Clavius, brilhantemente interpretado por Joseph Fiennes, é enviado, juntamente com seu ajudante Lucius (Tom Felton), para investigar a ressurreição e localizar o corpo desaparecido do já falecido e crucificado Jesus de Nazaré, a fim de subjugar a revolta eminente. Conforme ele apura os fatos e ouve depoimentos, suas dúvidas sobre o evento milagroso começam a sumir e ele passa a acreditar.

Para quem curte histórias bíblicas, o filme é perfeito. Ele narra com exatidão as passagens do livro de Atos dos Apóstolos, sem tirar e nem pôr. Para os mais céticos que acreditam em algumas teorias da conspiração, o filme também não deixa a desejar, já que coloca em evidência um suposto relacionamento de Jesus com Maria Madalena e também a verdadeira existência do cobiçado Sudário de Turim .

Ressurreição estreia na próxima quinta (17) em cinemas de todo o Brasil. 

Assista ao trailer. 

Vivo Valoriza o programa de relacionamento da Vivo que oferece diversão, cultura, desconto e promoções especiais para você aproveitar os melhores momentos com sua família.

Confira os benefícios disponíveis para clientes de produtos fixos ou fixos e móvel da VIVO:

  • Ingressos grátis para peças de teatro, peças infantis, shows e pré-estreias de filmes.
  • Descontos em dezenas de parceiros como: compras on-line, cursos, restaurantes, revelação de fotos, parques de diversão entre outros.
  • Concursos culturais com prêmios como viagens, DVDs e brindes.
  • Espetáculos com desconto de até 50%.
  • Conteúdos especiais e muito mais.

E o melhor, para participar é rápido e fácil, basta se cadastrar gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *