Tarifa alta e o serviço na descarga da privada


A partir desta terça, dia 6, entra em vigor o reajuste de R$ 0,50 nas passagens de ônibus, trens, e metrô na capital e grande São Paulo. Na tentativa de justificar tal conduta, o governo do Estado e a prefeitura declararam que adiaram o reajuste desde janeiro de 2013 à pedido do Governo Federal. 

Jurandir Fernandes, secretario do transporte metroviário de São Paulo, afirmou que: “assim como ocorreu com os ônibus na capital, as tarifas do Metrô e dos trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) da Grande São Paulo tiveram o aumento suspenso por conta dos protestos de junho de 2013. A tarifa do transporte sobre trilhos, que havia sido elevada para R$ 3,20, voltou a custar R$ 3,00 após às manifestações”, aponta. O problema é que não houve aumento de apenas R$ 0,20 como afirma Jurandir, em algumas linhas intermunicipais existem ônibus que sofreram aumento de R$0,60 como a linha –  191 Clínicas / Pq Pinheiros. 

A notícia desse reajuste não foi bem recepcionado por muitos paulistanos e cariocas, principalmente integrantes do MPL (Movimento Passe Livre) em São Paulo. Manifestantes agendaram para a próxima sexta­, dia 9, o primeiro ato contra o aumento nas tarifas. Foram computadas mais de 25 mil pessoas confirmando presença no evento que tem como ponto de encontro o Teatro Municipal, na região central da capital.

No Rio de Janeiro , ativistas se reuniram no Largo de São Francisco, por volta das 18h de ontem, segunda, dia 05. “A gente não tem acesso aos gastos das empresas que justificam essas tarifas, é necessário ser feito um relatório, mas o que a gente tem certeza é que o lucro dos empresários é maior do que deveria”, diz Fábio Campos, 27 anos, membro do MPL, ele emenda dizendo que, de nada adianta a tarifa aumentar, sendo que o serviço de utilidade pública continua de péssima qualidade. 

Aproveitando ainda essa onda de empatar dinheiro de trabalhadores pra quem não os merece, digo, aproveitando a deixa dos reajustes da vida, quero citar o aumento de salário para os nossos 513 deputados, mais 81 senadores, e a Presidenta Dilma, que não podia ficar de fora do aumento cascata.

Agora me perguntem de quanto para quanto será modificado? Sim, eu respondo-lhes queridos! A adequação no salario sairá de meros R$ 26.723 para a bagatela de R$ 33.769, isso mesmo meu caro trabalhador brasileiro, você mesmo que acorda todos os dias cedo, tem jornadas de 8 horas e ganha hoje por volta de seus R$ 1.500 / 2.000, lógico, não estou mencionando os pais de família que vivem com um ou até mesmo dois salários mínimos! Coitados dos nossos políticos, eles ganham tão pouco que necessitam de auxilio moradia, no valor de R$3.800, mais a verba de gabinete, despesas médicas, o cotão, temos também a ajuda de custo, porque os ditos cujos merecem, entre outros que nem preciso citar. 

Um tamanho desnivelamento no nosso Brasil, o serviço obrigatório por uma empresa privada, “taxa alta e o serviço na descarga da privada”, se desejam aumentar o quantitativo, se preocupem inicialmente em aumentar o qualitativo, tremenda barbaridade com nosso povo!

Por. Camilla Brunetto | São Paulo (SP). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *