Câncer de Mama: prevenir e curar é possível

O câncer de mama é um assunto importante, porém pouco comentado

Muitas mulheres só descobrem a doença quando ele se encontra em um estágio avançado, dificultando o tratamento. Sabe-se que quanto antes o problema for for descoberto, maiores são as chances de cura. Detectado  com menos de 1 cm, as chances de cura podem chegar a 95%, mas nesse tamanho o tumor ainda não pode ser apalpado.

Para detectar o Câncer de Mama, é importante estar atenta com o próprio corpo, porque a doença pode dar alguns sinais como: inchaço em parte do seio, irritação da pele ou
aparecimento de irregularidades que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja, dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro), vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama, saída de secreção (que não leite) pelo mamilo ou caroço nas axilas. É importante que toda mulher (principalmente as que tenham históricos de casos de câncer na família) façam o autoexame mensalmente, 8 dias depois da menstruação. Deve-se estipular uma data para que todo mês o processo seja repetido, porém o autoexame não substitui a importância do exame clínico anual, para mulheres com mais de 40 anos.

A mamografia é um exame no qual a mama é comprimida entre duas placas de acrílico para melhor visualização, no geral são feitas duas chapas de cada mama: uma de cima para baixo e uma de lado, o que pode causar um pequeno desconforto para a paciente – o exame não oferece nenhum tipo de risco para a mama.

Os principais tipos de Câncer de Mama são:


Carcinoma ductal invasivo – é o tipo mais comum de câncer de mama. Apresenta capacidade de desenvolver metástase*.

    Carcinoma ductal in situ – consiste em um câncer de mama em fase inicial, que a principio, não teria capacidade de desenvolver metástase.


    Carcinoma lobular invasivo – é o segundo tipo mais comum de câncer de mama e está relacionado ao risco de desenvolvimento de câncer de mama na outra mama e também ao câncer de ovário. Apresenta a possibilidade de desenvolver metástase.

      *Metástase: quando o câncer se espalha para outros órgãos

      Com o avanço da ciência cada vez mais é possível ter a cura do câncer, porém é preciso a conscientização da mulher sobre o assunto, e que elas entendam os sinais do seu corpo. Por isso o autoexame e o exame clínico são armas indispensáveis para a descoberta precoce e para a prevenção na luta contra o câncer de mama.

      Por. Beatriz Antunes
      compartilheisso@outlook.com

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *