Tabu: Inocência.

Da redação.
compartilheisso@outlook.com

De acordo com o dicionário Aurélio de Língua Portuguesa a palavra inocência significa: “Estado daquele que não pratica o mal conscientemente: viver na inocência. / Ausência de culpabilidade: a inocência de um acusado. / Simplicidade; pureza”. 

Na última semana, o mundo ficou chocado com a morte misteriosa de uma família de PM’s na Zona Norte de São Paulo. No primeiro momento as evidências mostravam que a casa havia sido invadida por ladrões que tentavam roubar a residência, mas em pouco tempo percebemos que o ocorrido era outro. Uma família inteira havia sido assassinada: pai, mãe, avó, tia-avó e o filho. Cinco pessoas estavam mortas com tiros de arma calibre 40, de uso exclusivo da Rota (Policiamento de Choque do Estado de São Paulo), no qual o homem e a mulher eram integrantes. 

Mas, no decorrer das investigações um fato chamou a atenção: o garoto, de apenas 13 anos, foi o acusado de matar toda a família e depois se suicidar. Ele frequentou a escola no dia do crime, foi “gentil e amável”, segundo os professores, “brincalhão”, segundo os amigos. A necropsia dos corpos revela que ele supostamente “matou” a família antes de ir para o colégio. Teria uma criança de 13 anos sangue frio a ponto de assassinar toda a família e ainda ir para o colégio como se nada tivesse acontecido? Durante toda a semana a mídia em geral especulou o que motivaria ou não o adolescente a cometer este crime. A imparcialidade jornalística foi colocada à prova diversas vezes. Alguns acreditam na hipótese dele ter cometido o crime, já outros não acreditam veementemente. 

Vamos aos fatos. 
Segundo as investigações, durante a madrugada de domingo para segunda-feira, foi quando o adolescente matou a família. Elas aconteceram por volta das 1h da manhã. Após cometer o crime o adolescente sai com o carro da família e dirige por cerca de 5 km até próximo à escola, ele ficou cerca de cinco horas dentro do carro, até ás 6h20 da manhã, de onde ele saiu para ir a aula. Após da aula ele volta para casa de carona com o melhor amigo e o pai dele. Chegando em casa, horas após ter “assassinado” toda a família, o garoto canhoto dá um tiro em sua orelha esquerda, cometendo o suicídio! A arma do crime foi achada na mão do garoto e a chave do carro da mãe encontrada no bolso do casaco. Evidencias apontam o garoto. Mas a pergunta persiste: foi ele quem matou a própria família?

Opinião.
Talvez você não tenha entendido o fato de colocarmos a inocência como tabu. Mas ela se tornou um. A sociedade está vacinada contra a inocência. Ninguém, absolutamente ninguém está livre de ser acusado de matar alguém. E estamos nos deparando com uma criança de 13 anos que mesmo morto é acusado de matar 4 pessoas e de se matar. Era para ele ser considerado inocente e jamais culpado. Onde vamos parar? Outras provas do crime tiram a “culpa” dele, mas para a policia é praticamente impossível provar o contrário. O mundo em que vivemos, as atrocidades que vem acontecendo fazem as pessoas acreditarem que uma criança assassinou toda sua família e se suicidou!

É algo absurdo demais para acreditarmos, o que esperar de um adolescente de 13 anos?
Esperamos que sejam inocentes, carinhosos, que tenham planos de vida, para o futuro e não de morte e planos tão macabros quanto matar a própria família com as próprias mãos.

Ficamos em uma “corda bamba”, pois o lado emocional não consegue digerir e acreditar nesta informação, por outro lado nosso psicológico mediante a sociedade que vivemos nos mostra uma grande probabilidade dessa informação ser verdadeira. Por mais que não queiramos acreditar. 

Hoje me dia já se tornou “natural” notícias como estas de filhos matando pais e vice e versa, mas esta em especial chamou toda a tenção do país justamente por se tratar de um garoto de apenas 13 anos! É difícil digerir a ideia de que motivado por um jogo esse menino possa ter cometido tal crueldade. A uns 20 anos atrás crianças nesta idade ainda brincavam nas ruas, possuíam uma inocência e pureza que não é vista nos adolescentes atualmente, e algumas perguntas ecoam em nossa mente. Porque aconteceu uma revolução tão grande em tão pouco tempo? Como a sociedade mudou e se tornou tão cruel, fria e egoísta? Será os avanços da tecnologia? Qual seria a razão ou o real motivo desta transformação da sociedade? Como serão os próximos 20 anos? Os próximos dias e anos nos darão a resposta!

Que o mundo precisa voltar a ser inocente não há dúvidas! É a única solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *